segunda-feira, 6 de julho de 2009

Esculturas de gelo


Mais uma vez agradeço a ajuda do amigo Valmir Santos... As imagens deram todo sentido a esse universo quase congelado dentro da minha cabeça.


"E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará." [Mateus 24:9-12]



"Esculturas de gelo" é apenas uma metáfora para um descontentamento antigo, várias vezes proferido... Por vezes o coração, ainda que seja de pedra, doi, reclama, grita e chora...




2 comentários:

  1. Dessa, suas palavras deram agora mais sentido ao texto, me arrepiei ao ler.

    Eu também agradeço pela oportunidade de ilustrar mais um de seus textos.

    Uma parceria vai se firmando, uma intimidade se construindo e um enorme prazer de poder me expressar.

    Te amo, muito obrigado pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  2. Conhecer alguém a fundo nos traz a inevitável pretensão de acharmos que até adivinhamos o que se passa na cabeça do outro...
    Não seria estranho dizer que não me surprrendo com seus textos, pois textos são construídos de idéias. E através das nossas tantas conversas, posso sentir suas idéias brotando, sendo verbalizadas.
    Não seria estranho, mas não seria verdadeiro. Apesar de conhecê-la tanto, ainda consegue me surpreender e muito. Tenho certeza de seu talento e sempre espero coisas maravilhosas. Mas ainda é capaz de me surpreender, Dessa.
    Continue iluminando com sua Luz, Dessa Luz. Surpreenda sempre. Eu sei, é natural, apenas idéias verbalizadas, transcritas dessa cabeça mais que brilhante!
    Parabéns!

    Valmir, você realmente conseguiu captar a essência da poesia e transformá-la em ilustração de uma forma mais que original...

    Parabéns aos parceiros!

    Haja sol para descongelar essas esculturas tão perfeitamente percebidas por vocês...

    ResponderExcluir