terça-feira, 4 de maio de 2010

De volta ao teatro... de volta aos amigos!


Bom dia. Manhã de terça "fria" em Santa Rita do Sapucaí. Uma pausa nas ações de comunicação e marketing da empresa. Ok. Por quê? Estive pensando sobre o fim de semana e resolvi escrever sobre dois pontos. O teatro e os amigos.

1) O espetáculo chama-se “As Super Poderosas”. De autoria, adaptação, produção e enorme dedicação dos atores. Três modelos, Natally, Kitéria e Shayenne, são as personagens desta comédia que nasceu em Santa Rita. Há quatro anos a peça estreava na cidade, ainda quase despretensiosamente. Um dos atores é também um grande amigo (mas isso entra no item 2). Deixando as suspeitas de lado, sinto-me apta a escrever sobre isso. No começo, eu ouvia os esboços de um roteiro sendo escrito. E via sonhos sendo construídos. Confesso também que sonhei. Ainda em 2006, timidamente, batalhamos por outra apresentação, em Pouso Alegre. Patrocínio, divulgação, entrevista na rádio local. Amadoramente, eu também tomava conhecimento da batalha por trás dos palcos. Difícil essa vida de ator, eu pensava. A partir daí, outros desafios, outras conquistas e muito mais risadas. Antes, durante e depois do espetáculo. Uma carona com eles para Caxambu e mais uma vez, participava do dia a dia da trupe. Apresentaram em São Lourenço e em muitas outras cidades, como Águas de Lindóia e Curitiba, onde participaram do Festival de Teatro. Todos, peça, personagens e atores, criaram asas. Estão na mídia, são notícia. E eu, hoje jornalista, mais uma vez estou na plateia. Ao lado de duas pessoas que nunca haviam assistido. Novas e velhas impressões. Vendo o figurino, o cenário e a atuação muito mais madura, só tenho a parabenizar Andrew, Fernando e Janilton pelo profissionalismo e desejar muito mais conquista na carreira. Eu pretendo estar mais vezes na plateia e ao lado de vocês. SUCESSO!!!

2) Eu estava precisando de momentos de verdade com amigos. Desde que acabou a faculdade, cada um para um canto. Claro que toda mudança tem lado bom também. Agora eu moro junto com o Ixa... Rs... Mas, voltando ao assunto. Este fim de semana fui presenteada com bons momentos, de pura sinceridade. O primeiro foi sexta-feira, em um happy hour no Cridão com o Drew (Andrew Persí, citado no item 1). Uma cervejinha e um papo ótimo, que escorregava entre pequenos intervalos na mesa. Hora ou outra nós dois, quase que em um cochicho, divagávamos. Matamos um pouco da saudade, falamos sobre amor, trabalho. Deu até pra fazer planos (Drew, me espera em SP... Hehehe). Tudo muito rápido, mas eu fui embora com uma certeza: “A felicidade se encontra (MESMO) em pequenas horinhas de distração”.

Domingo foi dia das meninas. A pauta era: Chá de Cozinha da Cíntia, em Cambuí. Na hora do almoço chegam Ligia e Carol (chiquérrima, dirigindo e acompanhada da prima Gi). Buscaram Bruna e seguimos viagem. Conversas, fofocas, comentários que só mulheres sabem fazer. Passamos o dia juntas, e isso foi o mais importante. Claro que deu pra rir (MUITO) da Tynty, vestida e sujinha. Teve uma hora que ela desabafou: “O que eu fiz pra merecer isso?”... Eis que uma menininha responde, na lata: “Casar, ué”. Hahaha. Será que esse pensamento já está presente na infância? Crianças, não casem... rs. O casório dela e do Jonas está chegando (12/06) e mais uma vez nos reuniremos. Por enquanto, desejo muita sorte e amor pros noivos. Que a Tynty siga todos os conselhos dados a ela no chá... hehehe.




O bom de tudo é ver que certas coisas nunca mudam. O jeitinho alienado da Lol e a loucurinha gostosa da Li. Obrigada, meninas, pelo dia perfeito. Eu amo muito vocês, e sinto uma falta imensa dos nossos dias de república...